quarta-feira, 27 de junho de 2012

27/06/2012

Saudade. Porque dóis tanto? porque és tão rápida a chegar ao meu coração? Se há coisa que tenho vivido hoje é que não há fuga para a saudade. Faz-nos pensar tanto. Como será isto possível?

Sem comentários:

Enviar um comentário